Secretaria de Parcerias em Investimentos

Secretaria de Parcerias
em Investimentos

Início » Evento trata dos desafios na estruturação de contratações públicas de infraestrutura para o projeto do Trem Intercidades
Share

Evento trata dos desafios na estruturação de contratações públicas de infraestrutura para o projeto do Trem Intercidades

O secretário executivo da SPI falou sobre a elaboração do projeto do TIC Eixo Norte e a sua importância. A agenda foi organizada pela FGV

O secretário executivo da Secretaria de Parcerias em Investimentos, André Ísper, participou, nesta segunda-feira (23), de um evento promovido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) para falar sobre o projeto do Trem Intercidades (TIC) Eixo Norte aos alunos do curso de Direito da instituição. A palestra foi realizada na Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) e contou com a presença da procuradora-geral do Estado (PGE-SP), Inês Maria dos Santos Coimbra.

O secretário executivo explicou aos discentes sobre as etapas para elaboração de um projeto e falou da importância do apoio técnico de um banco estruturador. André também abordou os desafios na execução desses empreendimentos, como exemplo, o processo de desapropriação pelo Poder Público para viabilizar a implementação e execução do projeto. “As fases de elaboração de um processo de infraestrutura são essenciais para determinar as diretrizes”, pontuou. 

Na sequência do evento, os alunos tiveram a oportunidade de ouvir o presidente da Companhia Paulista de Parcerias (CPP), Edgard Benozatti Neto, do diretor de Assuntos Corporativos, Augusto Almudin e o assessor da instituição, Luciano Ferreira da Luz, que também responderam dúvidas sobre questões técnicas do projeto.

TIC Eixo Norte

A assinatura do contrato está prevista para o segundo trimestre de 2024, serão 30 anos de concessão da operação. O Trem Intercidades (TIC) Eixo Norte vai permitir a ligação entre a capital e Campinas, o investimento será de R$ 13,5 bilhões, oferecendo um serviço expresso entre a Estação Barra Funda e Campinas, com parada em Jundiaí.

O escopo do projeto também inclui o Trem Intermetropolitano (TIM) e a concessão da Linha 7-Rubi da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).

O projeto irá beneficiar cerca de 15 milhões de pessoas em 11 municípios. O empreendimento vai gerar mais de 10,5 mil empregos, entre diretos, indiretos e induzidos. O projeto também contribui para redução das emissões de CO² e para segurança viária de toda a região.

Secretaria de Parcerias em Investimentos