Secretaria de Parcerias em Investimentos

Secretaria de Parcerias
em Investimentos

Início » Governo de SP destaca túnel Santos-Guarujá e transporte sobre trilhos na França
Share

Governo de SP destaca túnel Santos-Guarujá e transporte sobre trilhos na França

Tarcísio de Freitas se reuniu com executivos de grupos interessados em obra de quase R$ 6 bilhões no litoral

A chegada do roadshow do Governo de São Paulo à França teve entre seus destaques a obra do túnel imerso Santos-Guarujá, estimada em aproximadamente R$ 6 bilhões. No terceiro dia da missão na Europa, a comitiva liderada pelo governador Tarcísio de Freitas também fez reuniões com propostas para modernizar e ampliar as redes paulistas de trens e metrô.

“Conversamos com grupos interessados no túnel Santos-Guarujá, que será uma conquista após quase cem anos de reivindicação na Baixada Santista, e a iniciativa privada será parceira importante para tirar o projeto do papel. No reunimos com grandes operadores de infraestrutura que ainda não estão no Brasil e que demonstraram interesse pelos projetos de São Paulo”, disse Tarcísio.

A construção do túnel foi lançada na última semana, em anúncio dos governos estadual e federal em parceria que terá participação privada tanto na construção como na operação da nova travessia. A ligação seca entre Santos e Guarujá está nos planos da gestão estadual desde fevereiro de 2023, quando o projeto foi qualificado no Programa de Parceria em Investimentos de São Paulo (PPI-SP).

A comitiva paulista se reuniu com representantes da joint-venture holandesa Tec Tunnel, especializada no mercado internacional de túneis e líder no nicho de estruturas imersas, a exemplo da futura estrutura na Baixada Santista que irá sanar um dos principais gargalos logísticos do país.

Na reunião, o Governo de São Paulo apresentou o projeto de engenharia desenvolvido pela administração estadual e ouviu contribuições em relação a obras similares. A extensão total da ligação na Baixada Santista será de 1,5 km, por meio de um túnel imerso de 870 metros, por baixo do canal portuário.

O túnel será composto por seis módulos de concreto pré-modulado. Eles serão construídos em uma doca seca e transportados por flutuadores para imersão, encaixe e fixação da estrutura no leito do canal, que também terá a profundidade ampliada. A consulta pública do projeto deve ser lançada em março, com previsão de leilão ao longo do segundo semestre.

Mais transporte sobre trilhos

Mais cedo, o governador fez uma visita técnica à Gare du Bourget, umas das principais estações de metrô da região metropolitana de Paris. O terminal é operado pelo grupo privado Keolis e tem instalações com foco em sustentabilidade, acessibilidade e conectividade. A Keolis está presente na América do Norte, Europa, Ásia e Oceania com operação de 13 diferentes modos de transporte e trocou experiências com o Governo de São Paulo sobre as redes locais de metrô e trens urbanos.

“Faz parte da nossa estratégia trazer novos players globais para investir em São Paulo. Contamos com grandes operadores e investidores, mas temos um pipeline extenso e projetos de grande porte. Estamos buscando capital com empresas globais que já estão olhando para São Paulo, atraindo capital novo e aumentando a competição nos leilões”, explicou Tarcísio.

Oportunidades de R$ 220 bilhões

O Governo de SP terá ao menos 13 projetos em leilões ao longo de 2024. Entre eles, estão o Trem Intercidades Eixo Norte, que vai ligar a cidade de São Paulo a Campinas, e concessões e parcerias de infraestrutura rodoviária e ferroviária, além das desestatizações da Sabesp e da Empresa Metropolitana de Águas e Energia (Emae).

A carteira de projetos de concessões, desestatizações e parcerias da atual gestão estadual é estimada em mais de R$ 220 bilhões em capital privado, com 20 projetos qualificados e a previsão de 44 leilões até o final de 2026.

SP em Paris até o dia 9

Após as passagens por Madri, na Espanha, e Milão, na Itália, o roadshow permanece na capital francesa até a próxima sexta (9) para novas rodadas de apresentação do PPI-SP e intercâmbio de experiências de gestão de parcerias com grupos privados europeus.

Nesta quinta (8), a agenda de Tarcísio em Paris começa com um almoço com executivos do banco BNP Paribas. Depois, as reuniões serão com diretores do grupo francês Vinci, líder global em concessões de rodovias e aeroportos, energia e construção, e da Alstom, uma das líderes mundiais na produção de veículos e sistemas de transporte público.