Secretaria de Parcerias em Investimentos

Secretaria de Parcerias
em Investimentos

Início » Tuneladora chega à futura estação Perdizes do metrô
Share

Tuneladora chega à futura estação Perdizes do metrô

Linha-6 Laranja reduzirá para 23 minutos um trajeto que hoje é feito de ônibus em 1h30min. Obras estão com 39,5% de execução.

O secretário de Parcerias em Investimentos, Rafael Benini, realiza, nesta sexta-feira (29), uma visita às obras de escavação dos túneis da Linha 6-Laranja do metrô, para acompanhar a chegada da Tuneladora Maria Leopoldina, conhecida como “tatuzão sul”, na futura estação Perdizes. Com 15,3 km de extensão e investimentos de R$ 18 bilhões, essa é atualmente a maior obra de infraestrutura em execução na América Latina.

Perdizes é o quarto ponto de parada da tuneladora, que permitirá a ligação da estação aos outros poços de ventilação e paradas da Linha-6 Laranja. Para chegar até o local, a tuneladora já avançou subterraneamente por 3,5 mil metros e permitiu a instalação de aproximadamente 1.650 anéis de concreto utilizados no revestimento do túnel. O próximo destino será a Estação PUC-Cardoso de Almeida.

Para operação do tatuzão, são necessárias cerca de 50 pessoas, divididas em três turnos de trabalho. O equipamento pesa 2 mil toneladas, mede 10,61 metros de diâmetro, 109 metros de extensão, além de ter um refeitório, cabine de enfermagem, esteira rolante para retirada do material escavado, além de cabine de comando e equipamentos auxiliares.

Para construção da estação Perdizes, foram escavados até agora mais de 135,9 mil m³ de solo, com utilização de 47,1 mil m³ de concreto. Atualmente, as obras estão com 39,5% de execução, gerando cerca de nove mil empregos diretos e indiretos.

Linha-6 Laranja


O projeto prevê 15 estações ao longo dos seus 15,3 km de extensão, com isso, a nova linha do metrô reduzirá para 23 minutos um trajeto que atualmente é feito em cerca de 1h30min de ônibus. A Linha 6-Laranja será atendida por 22 trens e deverá transportar uma média de 630 mil passageiros por dia.

Ela ligará Brasilândia (Zona Norte) à Estação São Joaquim, região central da capital, passando pelas futuras estações Vila Cardoso; Itaberaba-Hospital Vila Penteado; João Paulo I; Freguesia do Ó; Santa Marina; Água Branca; Sesc/Pompeia; Perdizes; PUC-Cardoso de Almeida; FAAP-Pacaembu; Higienópolis-Mackenzie; 14 Bis e Bela Vista.

Além disso, está em estudo a ampliação de mais sete quilômetros de extensão da linha, o que deverá acrescentar outras seis estações: Morro Grande, Velha Campinas; Aclimação, Cambuci; Vila Monumento e São Carlos. A obra fará integração com as linhas 1-Azul, 4-Amarela, 7-Rubi e 8-Diamante.

O empreendimento está sendo realizado por meio de uma parceria público-privada (PPP) entre o Governo do Estado de São Paulo e o consórcio Linha Universidade. Após conclusão das obras, a operação da Linha 6-Laranja será feita pela concessionária pelo prazo de 19 anos.

A obra está em andamento no Pátio Morro Grande, nos 18 poços de ventilação e saída de emergência (VSE) e nas 15 estações, sendo que em oito delas as escavações já foram concluídas.

Secretaria de Parcerias em Investimentos